Notícias

Voltar para Notícias
10/02/2021

Cesária de emergência salva a vida de bebê em BN

A maternidade do Hospital Santa Teresinha recebeu na madrugada de terça-feira, 09, uma gestante em estado grave, em trabalho de parto com prolapso de cordão umbilical. Maiara Matei Feuser, chegou ao HST trazida pelo SAMU onde já era aguardada pela equipe médica.

O prolapso de cordão umbilical acontece quando o cordão sai através do colo do útero e vagina, e se exterioriza. Nesses casos o cordão é comprimido, parando o suprimento de sangue para o bebê, podendo causar sérios problemas ao bebê.

Devido à gravidade da intercorrência, não havia tempo hábil para o encaminhamento da gestante para uma unidade de atendimento de maior complexidade e o parto cesariano foi realizado no Centro Cirúrgico do Hospital.

Para Maiara o momento foi de grande surpresa. “Quando comecei o trabalho de parto percebi que algo estava errado, liguei para o meu obstetra, Dr. Nazareno, que me orientou para que eu me encaminhasse diretamente e com urgência para o hospital”, explica a paciente.

A equipe da maternidade do HST organizou o acesso de forma que a mãe realizasse o atendimento de forma mais rápida possível. “Quando eu cheguei estavam todos me esperando, corredores abertos e tudo pronto para a minha passagem. A equipe me aguardava no centro cirúrgico, foi tudo muito rápido só tenho a agradecer. Se aqui hospital tivesse UTI, me sentiria mais segura”, conta a mãe.

Mariah Gesser nasceu a meia noite e trinta minutos, saudável, pesando 3,300 e medindo 45,5 cm, após um parto muito difícil. Casos como esse podem resultar em muitas situações graves para o bebê. Intercorrências deste tipo necessitam de unidades de saúde em alta complexidade e um maior preparo, inclusive com leitos de UTI.

Nesta semana, uma gestante do HST também precisou de transfusão de sangue, após uma hemorragia pós-parto. Nesse caso a secretaria de saúde do Município teve que se deslocar com urgência ao Hemosc de Criciúma para buscar o sangue, levando mais de 6 horas para ser realizado o procedimento. 

Participaram do procedimento os médicos: Dr. José Nazareno Goulart Junior, Dr. Richard Vieira Campos e Dra. Jussara Baggio e a equipe de enfermagem: Martina Mendonça, Eder Stupp e Ricardo Izidoro Inácio Júnior.