Notícias

Voltar para Notícias
10/09/2018

Setembro amarelo discute o suicídio

Setembro amarelo discute o suicídio

A cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no Mundo, segundo a OMS. Dados como este, reascendem a importância em debater ações eficazes de combate a este grande mal. Mas como identificar ao seu lado, possíveis perfis suicidas. “O suicídio é a terceira maior causa de mortes no Brasil e está relacionado, na maioria das vezes, com quadros de transtornos de humor, como Depressão e Transtorno Bipolar. Geralmente essas pessoas apresentam sintomas de isolamento, apatia, tristeza, pouca conversa, pouco convívio familiar e dificuldade de falar sobre o assunto. A abordagem da família é fundamental e pode reduzir a possibilidade de suicídio em até 10 vezes”, explica o psiquiatra do HST, Wagner Correa Albino.

Todos os dias, pelo menos 32 brasileiros tiram a própria vida. Em Braço do Norte, o número de óbitos por suicídio vem aumentando gradativamente nos últimos anos. Em 2017, o município registrou o maior número em um ano, com 14 óbitos. A triste estatística coloca o Município em uma posição relevante no cenário Estadual e Nacional.

Hoje, o município oferece outras opções de acompanhamento como o CAPs e o CVV. As ligações para o 188(CVV), são gratuitas e todo sigilo é mantido, você poderá ser atendido por um profissional localizado em qualquer unidade do país. O CVV funciona 24horas. No entanto, a busca por um profissional qualificado no tratamento é fundamental para o desdobramento do quadro. O HST oferece em suas especialidades ambulatoriais o atendimento psiquiátrico, que pode ser agendado através do fone (48)3658.2244.