Notícias

Voltar para Notícias
03/07/2019

HST terá rede elétrica reformada

       No final da tarde de ontem, o Conselho Administrativo da Cegero - Cooperativa de Eletricidade de São Ludgero (Cegero Distribuição) e o Hospital Santa Teresinha reuniram-se para discutir o início dos trabalhos da substituição da rede elétrica do HS. Também participou do encontro a empresa responsável pelos serviços. O investimento da nova rede elétrica é R$ 82 mil e será realizado pela Cegero.

Ao longo do tempo, com um aumento significativo no consumo de energia elétrica, surgiu a necessidade de uma reforma geral. A solicitação foi realizada pelo Hospital Santa Teresinha, através do seu presidente, o advogado Pedro Michels Neto, sendo a decisão do Conselho Administrativo, favorável ao investimento. Os sócios durante a Assembleia Geral realizada no dia 29 de março deram carta branca ao Conselho para fazer a gestão dos recursos do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (Fates) que soma R$ 820.343,36.

        A reforma será realizada pela empresa Eletrocel, de São Ludgero, em oito etapas, com acompanhamento de membros do Conselho Administrativo, equipe técnica da Cegero e representantes do Santa Teresinha. Os pagamentos acontecem conforme a execução dos serviços.

       O presidente da Cegero, Francisco Niehues Neto, o Chico, ao comentar a decisão do Conselho de fazer o investimento diz que é preciso levar em consideração o grande número de atendimentos e procedimentos realizados aos associados e familiares através do Sistema Único de Saúde (SUS) e convênios existentes com o hospital. “O nosso pedido à diretoria do Hospital Santa Teresinha é o mesmo de todos os sócios, ou seja, que os atendimentos feitos sejam cada vez mais humanizados, eficientes e com a qualidade que cada cidadão merece”, reforça.

     Para o Diretor Geral do Hospital Santa Teresinha, Vitor Abitante, a melhoria chega em um momento importante para o hospital. “A reforma elétrica a um bom tempo vinha sendo uma preocupação da diretoria. Já superamos inúmeros desafios e, felizmente, com a decisão do Conselho Administrativo da Cegero em breve mais uma importante obra será concluída”, pontua. Ele aproveita para deixar uma mensagem aos associados da Cegero. “Não sabemos o dia de amanhã. Todos nós desejamos não precisar do hospital. Mas, se precisar que bom o Santa Teresinha ter uma boa estrutura física, tecnológica e de profissionais para realizar o atendimento. Gratidão é a palavra aos sócios da Cegero por acreditar no atual Conselho Administrativo. A reforma da parte elétrica era uma necessidade e preocupava muito”, enfatiza.

     Em 2015, o Conselho Administrativo da Cegero da época, investiu R$ 16.139,00 na compra de um transformador trifásico 300 kVA, que foi doado ao Hospital Santa Teresinha, diante da alta demanda no consumo.

A reforma da rede elétrica irá gerar mais segurança para a instalação dos novos equipamentos adquiridos pelo HST, através de emenda parlamentar de R$5milhões, serão mais de 30 novos equipamentos hospitalares, entre eles um Mamógrafo digital, único na região e um Tomógrafo.

    Por parte da Cegero, participaram da reunião além do presidente Chico, os conselheiros Joacy Schlickmann Niehues e Franckli Djeisckon Libanio, bem como o Responsável Técnico da Cegero, Engenheiro Eletricista Adriano Maurici. Representando o Hospital Santa Teresinha além do Diretor Geral Vitor, o vice-presidente da instituição, Jairo Boing Fernandes, no ato representando o presidente, Pedro Michels Neto, e o Diretor Técnico, médico José Nazareno Goulart Júnior. E, pela empresa Eletrocel, executora da reforma, Jonas Weber Schlickmann