Notícias

Voltar para Notícias
26/03/2018

Dr. Nazareno assume direção técnica do HST

Dr. Nazareno assume direção técnica do HST

O médico, Dr. José Nazareno Goulart Júnior, assumiu a direção técnica do Hospital Santa Teresinha. A indicação ao cargo de confiança foi feita pela diretoria do hospital, presidida pelo empresário, Camilo Alberton e pelo diretor geral, Vitor Hugo Abitante. O cargo, prevê suporte técnico as atribuições profissionais da instituição, fazendo se cumprir a legislação e normativas para o funcionamento do hospital, bem como, auxiliar nas decisões estratégicas e administrativas.

O Dr. Nazareno atua no Hospital Santa Teresinha há 12 anos, como Ginecologista e Obstetra. Há dois anos, assumiu como diretor clínico, cargo eletivo e voluntário para representar o CRM, sendo a ponte de diálogo entre médicos e instituição. Com o novo desafio o médico já levanta algumas bandeiras, entre elas, o Projeto de Ampliação do HST. “O crescimento técnico facilita o trabalho médico e é nisso que estamos focados, na busca por trazer ao nosso hospital serviços que hoje nos fazem falta”, explica o novo diretor técnico.

O Hospital Santa Teresinha quer crescer em complexidade, para isso realizou um importante projeto de ampliação e reforma, que prevê entre outras coisas, a implantação de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e com isso a separação do pronto socorro e do atendimento de urgência e emergência, facilitando e acelerando o atendimento na unidade. “Outro ponto que lutamos é a implantação do Banco do Sangue (Agência Transfusional). Para se ter uma ideia da burocracia em cima disso, hoje só existe Hemosc em Criciúma, quando precisamos de sangue para reserva em uma cirurgia por exemplo, um motorista da prefeitura ou um familiar deve ir até lá buscar o sangue, levando todos os exames necessários para a liberação, o familiar ainda fará lá mais exames. Com isso hoje, levamos em média 5 ou 6 horas para realizarmos uma transfusão no hospital. E o sangue não utilizado ainda deve ser descartado. Com um Banco de Sangue (Agência Transfusional) aqui, evitaríamos parte desse processo e o desperdício”, explica o médico.

Com a liberação do recurso de aproximadamente R$5 milhões em equipamentos, o novo diretor técnico tem uma importante missão, receber os novos equipamentos e implantá-los. Entre as aquisições: mamógrafo digital, tomógrafo computadorizado, sistema de videoendoscopia, ultrassom diagnóstico e aparelho de densitometria óssea.